Introdução alimentar de FRUTAS: Meu relato

Olá mamães!!

Depois que comecei a colocar vídeos da introdução alimentar do Aarão, tenho recebido várias e várias mensagens de mães com dúvidas sobre esse tema.

Vou relatar pra vocês aqui um pouquinho de minha experiência que até o momento está super tranquila, e transcorrendo muito bem. E CLARO, vou passar para vocês algumas informações muito importantes, que muita das vezes são elas que direcionam para o sucesso.

Resumindo um pouquinho antes de entrar na introdução alimentar, é importante eu relatar, que Aarão mamou em exclusividade no peito até completar os 6 meses, ou seja, ele não teve contato com outros alimentos e nem água antes dos 6 meses ( e atualmente ele continua mamando no peito também).

—-> Uma informação MUITO IMPORTANTE que faz toda a diferença: Nos primeiros dias de introdução alimentar, peça para alguém fazer isso pra você. Peça alguém de sua confiança para dar a frutinha para seu filho.
Os bebês na maioria das vezes rejeitam os alimentos ofertados pela mãe, pois para eles até aquele momento só existia o leite do peito, então eles podem fazer resistência em aceitar outra coisa vindo da mãe que não seja o peito.

Completado os 6 meses, começamos com a introdução de Frutas em 2 períodos do dia, manhã e à tarde. Na parte da manhã umas 9h-10h, e na parte da tarde umas 15-16h.

—> Uma informação MUITO IMPORTANTE, lembre-se de NÃO oferecer peito perto do horário da frutinha. Se você oferecer o peito e pouco tempo depois oferecer a fruta, ele ainda estará cheio, e recusará de imediato o novo alimento. Se preferir, APÓS a frutinha você oferece o peito.
É importante planejamento ( eu sei, nas primeiras semanas ficamos perdidas, pois a nossa vida era só oferecer peito, mas logo logo tudo entra no eixo novamente).
Quais frutas comecei primeiramente?

Comecei com o mais doce o mamão ( pois o sabor do leite materno é adocicado, então é importante se atentar em escolher nos primeiros dias frutas mais docinhas) e o mais neutro e adocicado também a Pêra ( todos amassados com o garfo, ou raspadinho).

——> Deve-se evitar bater as frutas no liquidificador para transformá-las em creme ou cozinhá-las, o bebê pode demorar mais a conhecer e aceitar a fruta de verdade.

Nos outros dias fui intercalando também maçã, banana (pode ser prata, ouro ou d’água), caqui.
—–> Fique atenta à consistência das fezes e ao esforço no momento do bebê defecar. As frutas tem o poder de interferir nas fezes, o mamão solta, a banana prende…então de acordo de como tiver as fezes você escolhe a melhor fruta para sempre manter o EQUILÍBRIO do intestino do seu bebê.

———–> IMPORTANTE: Não esquecer de oferecer água constantemente.

——> Fique atenta também a algum sinal de possível reação alérgica como a presença de diarréia, ou manifestações cutâneas.

Qual a quantidade dessas frutas?

No começo tudo é novidade, então não se prenda muito a quantidade, o importante é oferecer, ele saborear… a quantidade depende muito, mais fica em torno de 1 banana pequena, meio mamão pequeno, meia pêra, 1 caqui pequeno….vai ter dia que ele comerá tudo, outros só a metade, mas o importante é oferecer e com os dias você estará craque na quantidade exata.

——> IMPORTANTE: dê prioridade sempre as frutas ORGÂNICAS, elas são livre de agrotóxicos, são menores, mais doces, saborosas e concentram mais nutrientes.

——> IMPORTANTE: Atenção com a higienização das frutas.

——> MUITO IMPORTANTE: NÃO ofereça suco de frutas, OFEREÇA ÁGUA! Antigamente começava-se a introdução alimentar pelo suquinho, trocavam a fruta e a água pelo Suco. Hoje sabemos que essa prática estava completamente errada. Oferecer a fruta raspada ou amassada preserva as fibras das frutas e torna sua absorção mais demorada e natural. Já o suco, é desprezado toda a fibra da fruta, e só é ofertado o sumo, que na hora da digestão a frutose é rapidamente absorvida se convertendo em picos de glicose no sangue. ( IREI FAZER UM POST SÓ SOBRE ISSO).

——> IMPORTANTE: No momento da introdução alimentar, acomode o bebê de maneira apropriada, de preferência na cadeirinha (indico da marca Bumbo, uso e amo). Já acostume ele a ficar sentado corretamente, em um ambiente tranquilo. No começo pode parecer difícil, mas bebês são muito espertos . Não ofereça os alimentos com a TV ligada. Crie desde o começo hábitos saudáveis, e depois você irá usufruir de muitos benefícios.

——-> Alguns bebês demoram mais que os outros para começar a aceitar a fruta, e isso é normal, é preciso respeitar o tempo do seu bebê. Mas todos são capazes de comer desse jeito.
Caso o bebê demonstre não ter gostado da experiência, tente oferecer o mesmo alimento alguns dias depois. Pode ser que a reação seja a mesma, mas não desista, porque muitas vezes as crianças acabam se acostumando aos novos sabores.

=====> Me perguntam muito também se irei iniciar o método BLW ( oferecer os alimentos em pedaços (corretos) para que a criança se alimente sozinha). Sim! mas não agora…no momento que eu me sentir segura irei iniciar e contarei tudo pra vocês. 🙂

A ingestão de frutas é parte integrante de um regime alimentar nutricionalmente equilibrado/saudável e deve ser sempre incentivado pelos pais e/ou responsáveis.

Conte comigo!

beijinhosss

Envie suas dúvidas e comentários

  • Branka Luciana

    Oi Aryane. Minha filha está com 7 meses, e estou com muita dificuldade na introdução alimentar. Pois ela está vomitando as frutas, aconteceu com pêra, banana prata e mamão, o médico suspendeu as papinhas até ela parar de ficar febril, mas retornei e ela tornou a vomitar. Estamos com suspeitas de alergia a frutose, pois os sintomas batem.
    Vc sabe falar sobre esse tipo de alergia? A dieta é muito restritiva? Estou tão triste com isso.

    Abraços!!!

    • Olá querida!

      Caramba, é preciso fazer uma investigação mais à fundo urgente para saber a causa em definitivo. Nunca me relataram tal problema, você foi a primeira. Volte e me diga o diagnóstico.

      Um beijo!!

  • Taise santos de oliveira’

    Oi Aryane te acompanho algum tempo e adoro ver todas as suas dicas de alimentação saudável para adultos e crianças. Ary tenho um filho de 2 anos e 3 meses e até hoje ele não aceita comer nenhum um tipo de frutas ou carne devido a textura dos alimentos não sei se o fato dele ter refluxo interferi nesse momento de mastigar e engolir esse tipo de alimento quando injerido chega a regogitar. Por favor me dê algumas dicas que facilite ele conhecer esses alimentos. Desde já muito obrigada por todas as dicas…

INSTAGRAM: @aryoficial